Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/123456789/304
Title: Aspectos gerais sobre a alimentação dos camarões da família Penaeidae (Penaeus spp.), no canal de Santa Cruz, Itamaracá - PE
Authors: Vasconcelos Filho, Antonio de Lemos
Galiza-Viana, Elza Maria Braga
Rosa, Suzane Maria Teixeira da
Keywords: Camarões;Itamaracá, Ilha de (PE);Camarões – Alimentação e rações
Issue Date: 1987
Citation: Vasconcelos Filho, Antonio de Lemos; Galiza-Viana, Elza Maria Braga; Rosa, Suzane Maria Teixeira da. Aspectos gerais sobre a alimentação dos camarões da família Penaeidae (Penaeus spp.), no canal de Santa Cruz, Itamaracá - PE. Cadernos Ômega. Série Biologia, Recife, n. 2, p. 41-62, 1987
Abstract: Foram realizados estudos sobre a alimentação natural dos camarões marinhos da família Penaeidae (Penaeus spp.),provenientes do Canal de Santa Cruz, Itacamaracá-PE. Dessa forma, observou- se o grau de repleção, digestão, bem como, a determinação quanto-qualitativa dos itensalimentares encontrados nos estômagos analisados, sendo que, dos exemplares examinados, 69,8% eram fêmeas e 30,2% eram machos. Constatou-se que, entre os estádios de repleção, a maioria dos estômagos encontrava-se com alimentos, e quanto ao grau de digestão, os alimentos estavam sempre semi-digeridos, em ambosos sexos. Com relação aos itens alimentares, ficou claro, que os camarões alimentam-se, preferencialmente, das microalgas, notadamente as diatomaceas, sobressaindo-se, Coscinodiscus centralis, Navicula spp., Nikschia spp., e de fragmentos de vegetais superiores (restos de gramíneas e mangues). Secundariamente, verificou-se nos estômagos, a presença de crustáceos, poliquetas e rotíferos. estando em sua maioria. semi-digeridos. Além desses organismos, se fizeram notar no bolo alimentar diversos sedimentos (grãos de areia), determinando um hábito alimentar de natureza bentônica e omnlvoro. Pelos resultados obtidos, verificou-se a grande importância que as microalgas desempenham na alimentação dos camarões ssp., uma vez que, a maioria dos organismos do conteúdo estomacal é constituída de diatomáceas bênticas e epífitas.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/304
Appears in Collections:n. 2, 1987 (Série Biologia)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
OME_n2_1987_bio_04.pdf793,54 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.