Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/123456789/1862
Título: Educação infantil e o ensino do sistema de escrita alfabética: um estudo sobre os livros didáticos
Autor: Campelo, Marilia Silva Ribeiro
Orientador: Cabral, Ana Catarina dos Santos Pereira
Endereco Lattes do orientador : http://lattes.cnpq.br/7731108870085614
Palavras-chave: Alfabetização;Educação infantil;Livros didáticos
Data do documento: 27-Nov-2019
Citação: CAMPELO, Marilia Silva Ribeiro. Educação infantil e o ensino do sistema de escrita alfabética: um estudo sobre os livros didáticos. 2019. 78 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Pedagogia) - Departamento de Educação, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, 2019.
Abstract: Textbooks have been introduced in early childhood education (EI) in some municipal networks without any kind of evaluation, with the defense that they allow greater clarity regarding the content to be taught; help low quality teachers in their training; allow parents access to what is being taught to their children in school. Given the above, we set as a general objective for the research, analyze the textbooks aimed at the last of early childhood education and their contributions to the process of teaching learning reading and writing. We aim to establish relationship between the proposal adopted in the activities that the work presented and the axis of written language required in the official documents. The research is characterized as being of a qualitative nature (MINAYO, 2009). We conducted documentary analysis of EI's last year's Collection, “Discover and Learn”. For data analysis we based on the Content Analysis proposed by Bardin (1977). The textbook (LD) presents different proposals for the acquisition of SEA, prioritizing texts that explore the sound extract of the language. However, with few proposals involving phonological analysis work. The work brings suggestions directed to the teacher, with alternatives and approaches to the planning of the class. The ML suggests some proposals involving play, guesswork and games, but these activities do not happen systematically. Thus, we realize that the proposed activities created few possibilities for children to learn about the language in a pleasant and reflective way (cf. BRANDÃO and LEAL, 2010). We argue that the PNLD should carry out an assessment of the didactic resources aimed at early childhood education that are adopted in the public schools of our country. We consider it important to develop research that encourages reflection, and if indeed, the textbook should circulate in the education classes.
Resumo: Os livros didáticos vêm sendo introduzidos na Educação Infantil (EI) em algumas redes municipais sem nenhum tipo de avaliação, com a defesa de que possibilitam maior clareza em relação ao conteúdo a ser ensinado; ajudam os professores com baixa qualidade na sua formação; permitem o acesso dos pais ao que está sendo ensinado aos seus filhos na escola. Diante do exposto, traçamos como objetivo geral para a pesquisa, analisar os livros didáticos voltados ao último da educação infantil e as suas contribuições para o processo de ensino aprendizagem da leitura e da escrita. Visamos estabelecer relação entre a proposta adotada nas atividades que a obra apresentava e o eixo de linguagem escrita exigidos nos documentos oficiais. A pesquisa está caracterizada como sendo de natureza qualitativa (MINAYO, 2009). Realizamos análise documental da Coleção destinada ao último ano da EI, “Descobrir e Aprender”. Para análise dos dados nos baseamos na Análise de Conteúdo proposta por Bardin (1977). O livro didático (LD) apresenta diferentes propostas para aquisição do SEA, priorizando textos que exploram o extrato sonoro da língua. Entretanto, com poucas propostas envolvendo o trabalho de análise fonológica. A obra traz sugestões voltadas ao professor, com alternativas e abordagens para o planejamento da aula. O LD sugere algumas propostas envolvendo brincadeiras, adivinhações e jogos, mas essas atividades não acontecem de forma sistemática. Dessa forma, percebemos que as atividades propostas criaram poucas possibilidades para as crianças aprenderem sobre a língua de forma prazerosa e reflexiva (cf. BRANDÃO e LEAL, 2010). Defendemos que a PNLD deve realizar uma avaliação dos recursos didáticos voltados para Educação Infantil que são adotados nas escolas públicas do nosso País. Consideramos importante o desenvolvimento de pesquisas que fomentem a reflexão, e se de fato, o livro didático deveria circular nas turmas da educação infantil.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/1862
Aparece nas coleções:(CDILP) Trabalho de conclusão de curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tcc_mariliasilvaribeirocampelo.pdf1,4 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.