Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/123456789/1582
Título: “Eis Que Vos Preveni”: ecos da bíblia judaico-cristã no romance Assunção De Salviano, de Antônio Callado
Autor: Silva, Geovany Barnabé da
Endereco Lattes do autor: http://lattes.cnpq.br/6960846544970318
Orientador: Bezerra, Antony Cardoso
Palavras-chave: Análise do discurso narrativo;Literatura brasileira;Bíblia e literatura - Aspectos simbólicos;Callado, Antônio, 1917-1997
Citação: SILVA, Geovany Barnabé da. “Eis Que Vos Preveni”: ecos da bíblia judaico-cristã no romance Assunção De Salviano, de Antônio Callado. 2019. 38 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Letras) - Departamento de Letras, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, 2019.
Abstract: Novel as a genre, mainly in its Western bias, relates deeply with the Judeo-Christian heritage and references. The Brazilian writer Antônio Callado both knew and explored aesthetically that source. This paper focuses on the relation between narrative aspects of the Holy Bible and Assunção de Salviano (1954), the first novel published by the author. The development of the plot orbits around the communist political utopia and the catholic religious doctrine, two features which guide the very reading of the work. In light of the small amount of academic texts on Callado, papers which analyse his writings were taken into consideration; e.g. Marcos Martinelli (2006) and Geam Karlo-Gomes (2013; 2017a; 2017b; 2017c; 2018). Concerning the concepts and the theories adopted in the investigation, the contributions of Erich Auerbach (1997; 1998), Northrop Frye (1973; 2004), Hayden White (1999), Mikhail Bakhtin (1990), György Lukács (2000), Yves Reuter (1996) e Jean-Michel Adam & Françoise Revaz (1997) were employed. At every moment, the observation of the social and historical insertion of the novel and of its place in Brazilian Literature is the guideline of the research.
Resumo: O gênero romance, sobretudo em suas expressões ocidentais, possui intrínseca relação com a herança cultural e o referente textual judaico-cristão, premissa conhecida e explorada, esteticamente, pelo ficcionista Antônio Callado. Em específico, neste artigo, analisa-se a relação estabelecida entre os elementos narrativos da Bíblia e o livro Assunção de Salviano (1954), primeiro romance do escritor. A trama desenvolve-se em torno dos constrangimentos entre a utopia política comunista e a doutrina religiosa católica, fatores que chegam a direcionar a própria leitura da obra. Encena-se, assim, um enredo apocalíptico que o conceito de figura ajuda a desvendar. Considerando-se a escassa apreciação acadêmica dedicada ao autor, visita-se a fortuna crítica acerca da produção calladiana, com o fito de mais bem entender o seu projeto literário, cabendo destaque a Marcos Martinelli (2006) e a Geam Karlo-Gomes (2013; 2017a; 2017b; 2017c; 2018). No que aos conceitos contemplados e aos instrumentais empregados na investigação diz respeito, recorre-se à contribuição de Erich Auerbach (1997; 1998), Northrop Frye (1973; 2004), Hayden White (1999), Mikhail Bakhtin (1990), György Lukács (2000), Yves Reuter (1996) e Jean-Michel Adam & Françoise Revaz (1997). Em todos os momentos, busca-se refletir sobre a inserção histórico-social do corpus e seu lugar na literatura brasileira.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/1582
Aparece nas coleções:(CDILL) Trabalho de conclusão de curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tcc_art_barnabédasilva.pdf368,19 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.