Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/123456789/1439
Título: Teabot: Robô para treinamento de expressões faciais emocionais para pessoas com Transtorno do Espectro do Autismo
Autor: Santos, José Antônio Pedro dos
Endereco Lattes do autor: http://lattes.cnpq.br/6708636452559673
Orientador: Souza, Ellen Polliana Ramos
Endereco Lattes do orientador : http://lattes.cnpq.br/6593918610781356
Palavras-chave: Robótica;Tecnologia - Aspectos sociais;Autismo
Data do documento: 2019
Citação: SANTOS, José Antônio Pedro dos. Teabot: Robô para treinamento de expressões faciais emocionais para pessoas com Transtorno do Espectro do Autismo. 2019. 87 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Sistemas de Informação) – Unidade Acadêmica de Serra Talhada, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Serra Talhada, 2019.
Abstract: Actually, there is one case of autism for every 110 people in the world, and it is estimatedthat in Brazil there are about 2 million individuals with autism. Autistic Spectrum Disorder ischaracterized by persistent deficits in social communication and social interaction in multiplecontexts; individuals with this disorder have difficulties in their emotional awareness, resultingin a condition that known as Alexithymia, characterized by the difficulty in identifying anddescribing feelings, this condition affects 50% of the autistic population. In this way, it ispossible to use treatments such as behavioral analysis, occupational therapies, speech therapist,physiotherapy, aimed to reducing the symptoms caused by this disorder. On the other hand, itis possible to see in the literature robots that is capable of interacting with autistic individuals,aiming at improving some specific skill of these people, these robots are called socially assistive.In this sense, this work aimed to develop an assistive social robot capable of training therecognition and representation of the six universal facial expressions in children and adolescentswith autism, and have difficulties in performing these expressions. The robot developed in thiswork have a non-humanoid characteristics, and still have audiovisual resources. All the physicaland logical components are controlled by a Raspberry Pi 3 and implemented a system to representthe six universal facial expressions, which incorporated the facial recognition system. Threedifferent versions of the robot were developed. Finally, two experiments were developed, witha total of 19 participants, in 19 days dedicated to the execution of the experiments, more than50 sessions were carried out with the participants, reaching a little more than 1000 minutes ofinteraction with the individuals and, captured more of 15 thousand images by two versions ofTEABot. Based on the analysis of the results obtained with the execution of the experiment,it became possible to identify that the participants presented greater difficulty in imitatingexpressions of sadness, anger, disgust and fear. According to the experiments carried out and theinformation collected with the parents of the participants, it became possible to gather evidencethat the TEABot robot is able to train facial expressions in people with difficulties in representingand recognizing these emotions.
Resumo: Atualmente, ocorre um caso de autismo a cada 110 pessoas no mundo inteiro e estima-se que no Brasil existem cerca de 2 milhões de indivíduos com autismo. O Transtorno do Espectro Autista é caracterizado por déficits persistentes na comunicação social e interação social em múltiplos contextos, indivíduos com este transtorno têm dificuldades na consciência emocional,resultando em uma condição conhecida como Alexitimia, caracterizada pela dificuldade em identificar e descrever sentimentos, condição essa que afeta 50% da população autista. Dessa forma, é possível utilizar tratamentos como a análise do comportamento, terapias ocupacionais,fonoaudiólogo, fisioterapia, que visam diminuir os sintomas causados por esse transtorno. Por outro lado, é visto na literatura robôs capazes de interagir com indivíduos autistas, visando aprimorar alguma habilidade específica desses indivíduos, robôs com essas características são chamados de socialmente assistivos. Neste sentido, este trabalho teve como objetivo desenvolver um robô social assistivo capaz de treinar o reconhecimento e representação das seis expressões faciais universais em crianças e jovens com autismo que possuem dificuldades em realizar essas expressões. O robô desenvolvido neste trabalho possui característica não humanoide, e ainda conta com recursos audiovisuais. Todos os seus componentes físicos e lógicos são controlados por uma placa Raspberry Pi 3 e implementado um sistema para representar as seis expressões faciais universais, o qual foi incorporado um sistema de reconhecimento facial. Três diferentes versões do robô foram desenvolvidas. Por fim, dois experimento foram desenvolvidos, com total de 19 participantes, em 19 dias dedicados para a execução dos experimentos, foram realizadas mais de 50 sessões com os participantes, atingindo um pouco mais de 1000 minutos de interação com os indivíduos e capturadas mais de 15 mil imagens em duas versões do TEABot. Baseado na análise dos resultados obtidos com a execução do experimento, tornou possível identificar que os participantes apresentaram maior dificuldade em imitar as expressões de tristeza, raiva,nojo e medo. De acordo com os experimentos realizados e as informações coletas com os pais dos participantes, tornou possível levantar evidencias que o robô TEABot é capaz de treinar expressões faciais em pessoas com dificuldades em representar e reconhecer tais emoções.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/1439
Aparece nas coleções:(UASTBSI) Trabalho de conclusão de curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tcc_joseantoniopedrodossantos.pdf10,32 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.