Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/123456789/836
Título: A (des)construção do ethos do presidente Michel Temer em seu primeiro pronunciamento
Autor: Araújo, Iara da Silva
Endereco Lattes do autor: http://lattes.cnpq.br/6528900427973341
Orientador: Silva, Morgana Soares da
Endereco Lattes do orientador : http://lattes.cnpq.br/3406043341655042
Palavras-chave: Análise do discurso;Análise linguística
Data do documento: 22-Ago-2018
Citação: ARAÚJO, Iara da Silva.A (des)construção do ethos do presidente Michel Temer em seu primeiro pronunciamento.2018.78 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Letras) – Universidade Federal Rural de Pernambuco, Garanhuns, 2018.
Abstract: It is known that each type of discourse has its own discursive constructions (MAINGUENEAU, 2004). Political discourse, despite using discursive strategies to construct an image of itself that pleases its voter, is also influenced by the discursive genre in which it occurs, as well as the support (s), by which it is transmitted, and by the discursive community (political environment), to which he belongs. Thus, ethos is not only a means of persuasion, it is revealed from clues left by the enunciator (MAINGUENEAU, 2005). From this, in our work, we wondered: How occurred the (de) construction of Michel Temer’s éthe in his first pronouncement as president of the Republic? What linguistic resources helped in this process of éthe (de) construction? Moved by this problematization, we aim, in this work, to analyze the process of (de)construction of Michel Temer’s éthe, reflecting on the linguistic resources that helped in this process, we also propose to characterize the pronouncement genre. With this, we believe that the present work is an interesting proposal for the analysis of the discourse, since, in addition to the notion of ethos in the political scope, it also brings reflections about pronouncement genre. Our corpus is constituted by the first pronouncement of Michel Temer, as president of the Republic, on August 31, 2016, published by the official site Planalto, analyzed by the inductive method, in a qualitative research of the bibliographic type (XAVIER, 2010 ). We focus our research on the assumptions of Maingueneau (1997, 2004, 2005, 2010, 2010, 2011, 2016) in dialogue with Amossy (2005), Aurélio (2012), Fiorindo (2012), Heine (2012) and Campos (2007), with regard to the discussions on discursive ethos; Charaudeau (2006) with regard to issues related to political discourse; Marcuschi (2008) and Maingueneau (2004), when dealing with the reflections on discursive genres. We found, through discursive fragments of the pronouncement analyzed, that there was a process of (de) construction of the Michel Temer’s ethos, that is, he had to discard a supposedly negative image to construct another that was accepted by the Brazilians
Resumo: Sabe-se que cada tipo de discurso dispõe de construções discursivas próprias (MAINGUENEAU, 2004). O discurso político, apesar de utilizar estratégias discursivas para construir uma imagem de si que agrade ao seu eleitor, também recebe influência do gênero discursivo em que ocorre, assim como do (s) suporte (s), pelo (s) qual (is) é (são) transmitido (s), e da comunidade discursiva (meio político), a qual ele faz parte. Sendo assim, o ethos não é apenas um meio de persuasão, ele é revelado a partir de pistas deixadas pelo enunciador (MAINGUENEAU, 2005). Partindo disso, em nosso trabalho, nos questionamos: Como se deu a (des)construção dos éthe de Michel Temer no seu primeiro pronunciamento enquanto presidente da República? Quais recursos linguísticos auxiliaram nesse processo de (des)construção dos éthe? Movidos por essa problematização, temos como objetivo geral, neste trabalho, analisar o processo de (des) construção de éthe de Michel Temer, refletindo sobre os recursos linguísticos que auxiliaram neste processo, nos propomos também em caracterizar o gênero pronunciamento. Com isso, acreditamos que o presente trabalho é uma proposta interessante para a análise do discurso, já que, além de trabalhar a noção de ethos no âmbito político, traz reflexões sobre o gênero pronunciamento. O nosso corpus é constituído pelo primeiro pronunciamento de Michel Temer, enquanto presidente da República, do dia 31 de agosto de 2016, veiculado pelo site oficial do Planalto, analisado a partir do método indutivo, em uma pesquisa qualitativa do tipo documental (XAVIER, 2010). Embasamos nossa pesquisa nos pressupostos de Maingueneau (1997; 2004; 2005; 2008; 2010;2011; 2016), dialogando com Amossy (2005), Aurélio (2012), Fiorindo (2012), Heine (2012) e Campos (2007), no que diz respeito às discussões sobre ethos discursivo; Charaudeau (2006), no que tange, principalmente, às questões voltadas para o discurso político; Marcuschi (2008) e Maingueneau (2004), ao tratar das reflexões sobre gêneros discursivos. Constatamos, através de fragmentos discursivos do pronunciamento analisado, que houve um processo de (des)construção do ethos do Michel Temer, ou seja, ele precisou se desfazer de uma imagem supostamente negativa para construir outra que fosse aceita pelos brasileiros (auditório).
URI: http://hdl.handle.net/123456789/836
Aparece nas coleções:(UAGLL) Trabalho de conclusão de curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tcc_iaradasilvaaraújo.pdf3,29 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.