Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/123456789/770
Title: Desafios para a conservação de espécies ameaçadas no nordeste brasileiro
Authors: Silva, Pamela Thaís de Souza
metadata.dc.contributor.authorLattes: http://lattes.cnpq.br/2131390910958052
metadata.dc.contributor.advisor: Maciel, Jefferson Rodrigues
metadata.dc.contributor.advisorLattes: http://lattes.cnpq.br/2113057745947210
metadata.dc.contributor.advisor-co: Rodrigues, Maria Teresa Aureliano Buril Vital
metadata.dc.contributor.advisor-coLattes: http://lattes.cnpq.br/5077385212493886
Keywords: Ecologia da caatinga - Brasil, Nordeste;Plantas em extinção - Brasil, Nordeste;Biodiversidade - Conservação - Brasil, Nordeste
Issue Date: 17-Aug-2018
Citation: SILVA, Pamela Thaís de Souza. Desafios para a conservação de espécies ameaçadas no nordeste brasileiro. 2018. 54 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Ciências Biológicas) - Departamento de Biologia, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, 2018.
Abstract: Brazil has extreme relevance as the country with the highest biodiversity in the world. It is estimated that the Brazilian territory presents 46,223 species in its flora, of which 6,046 were assessed for extinction risk and 2,953 were classified as threatened, but only 332 have action plans. This work aims to verify in which Units of Conservation eight endangered species occurring in the Northeast can be reintroduced. In addition, to verify if the size of the conservation units interferes in the strategies of conservation of these species. The eight endangered species were selected from the available SpeciesLink data and are: Manilkara dardanoi, Aechmea muricata, Eschweilera alvimii, Cryptanthus zonatus, Jacaranda rugosa, Griffinia gardneriana, Solanum jabrense and Aechmea werdermannii. The study area established was the Brazilian Northeast, which is composed mainly of the Atlantic Forest and Caatinga biomes. Data were collected from herbariums on the SpeciesLink database. Subsequently, to evaluate the potential distribution, ecological niche modeling was performed using the R statistical environment, in which two Bioclim and MaxEnt algorithms were selected, 19 bioclimatic variables. The potential distribution data of the species were used to verify the conservation units in which the species could be reintroduced, the area of occupancy (AOO) and extent of occurrence (EOO). When comparing the models generated by the algorithms, it was verified that the potential distribution of the Caatinga species is higher than those of the Atlantic Forest. This fact can be proven by the analysis of Occurrence Extension and Area of Occupancy. In the comparison of the number of conservation units for each species of the biomes, an inversion of the pattern that occurred for AOO and EOO was observed, that is, Atlantic Forest species presented a greater number of UC's than those of Caatinga. The best strategy to guarantee the protection of these species would be the establishment of ecological corridors in the Atlantic Forest, and the implementation of a greater number of UC's in the Caatinga, even if smaller.
Description: Brasil possui uma relevância extrema por ser o país com a maior biodiversidade do mundo. Estima-se que o território brasileiro apresente 46.223 espécies em sua flora, das quais 6.046 foram avaliadas quanto ao risco de extinção e 2.953 foram classificadas como ameaçadas, mas apenas 332 possuem planos de ação. Este trabalho tem por objetivo verificar em quais Unidades de Conservação oito espécies ameaçadas que ocorrem no Nordeste podem ser reintroduzidas. Além disso, averiguar se o tamanho das unidades de conservação interfere nas estratégias de conservação dessas espécies. As oito espécies ameaçadas de extinção foram selecionadas a partir dos dados disponíveis SpeciesLink e são: Manilkara dardanoi, Aechmea muricata, Eschweilera alvimii, Cryptanthus zonatus, Jacaranda rugosa, Griffinia gardneriana, Solanum jabrense e Aechmea werdermannii. A área de estudo estabelecida foi o Nordeste brasileiro, que é composta principalmente pelos biomas Mata Atlântica e Caatinga. Foram realizados levantamentos de dados provenientes de herbários, na base SpeciesLink. Posteriormente, para avaliar a distribuição potencial foram realizadas modelagens de nicho ecológico usando o ambiente estatístico R, no qual foram selecionados dois algoritmos Bioclim e MaxEnt, 19 variáveis bioclimáticas. Os dados de distribuição potencial das espécies foram usados para verificar as unidades de conservação nas quais as espécies poderiam ser reintroduzidas, a área de ocupância (AOO) e extensão de ocorrência (EOO). Ao comparar os modelos gerados pelos algoritmos, verificou-se que a distribuição potencial das espécies de Caatinga é maior que as de Mata Atlântica. Esse fato pode ser comprovado pelas análises de Extensão de Ocorrência e Área de Ocupância. Já na comparação do número de unidades de conservação para cada espécie dos biomas, foi observada uma inversão do padrão que ocorreu para AOO e EOO, ou seja, as espécies de Mata Atlântica apresentaram um maior número de UC’s que as de Caatinga. A melhor estratégia para garantir a proteção dessas espécies seria o estabelecimento de corredores ecológicos na Mata Atlântica, e a implementação de um número maior de UC’s na Caatinga, mesmo que menores.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/770
Appears in Collections:TCC - Licenciatura em Ciências Biológicas (Sede)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tcc_pamelathaisdesouzasilva.pdf1,28 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.