Please use this identifier to cite or link to this item: https://repository.ufrpe.br/handle/123456789/709
Title: Serpentes de um fragmento urbano de Mata Atlântica, Pernambuco, Brasil: estratégias para conservação e manejo
Authors: Barbosa, Vanessa do Nascimento
metadata.dc.contributor.authorLattes: http://lattes.cnpq.br/4068400076632242
metadata.dc.contributor.advisor: Santos, Ednilza Maranhão dos
metadata.dc.contributor.advisorLattes: http://lattes.cnpq.br/5812920432455297
Keywords: Cobras - Mata Atlântica;Cobras - Identificação;Cobras - Conservação;Educação ambiental - Pernambuco
Issue Date: 2018
Citation: BARBOSA, Vanessa do Nascimento. Serpentes de um fragmento urbano de Mata Atlântica, Pernambuco, Brasil: estratégias para conservação e manejo. 2018. 84 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Ciências Biológicas) - Departamento de Biologia, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, 2018.
Abstract: There are about 219 identified species of serpents on the Atlantic Forest Biome which corresponds to 54% of the amount Brazilian species, however, information about serpents’ taxocenosis on Brazilian Northeast is still incipient. In order to plan actions for snake conservation and increase the science of natural history, the knowledge of local snake fauna, specially inside and around protected areas, is essential. Along to this science, it’s made necessary to popularize this information to the local community, since, despite their fundamental role in nature, snakes are feared by great part of human population, mentioned in several myths and beliefs and are commonly slain when sighted. Thus, this work’s objective was to catalog the serpent community of Parque Estadual de Dois Irmãos – PEDI, and also in this case the Federal Rural Pernambuco University (UFRPE), posteriorly performing educative actions with the academic community, evidenciating the importance and necessity of care with this group. The species on PEDI was inventoried for three years, between October 2014 and November 2017 in the Biodiversity Research Program (PPBIO) module and in the anthropized area through active pursuit, interception traps and occasional encounters and in UFRPE through occasional third party record, asides from phone calls and social networking, between June 2015 and May 2018, both localities are on the metropolitan region of Recife city, PE (8º00’51.86”S, 34º57’02.14”O). A total of 23 species distributed through five families were recorded to PEDI, with most diversity coming from the Dipsadidae family. PEDI's composition has been shown similar to other Atlantic Forest areas from Brazilian Northeast, however the rarefaction curve has shown that the sample efforts were enough to obtain important data of the taxocenosis. Majority of the species possesses ample geographic distribution, however two species are endemic from the northeastern Atlantic Forest, Atractus maculates Boulenger, 1894 and Dredophidion atlantica Freire, Caramaschi and Gonçalves, 2010 showing this area's relevance to these and others species' conservation. 18 species were recorded on UFRPE, with greater predominance to the Dipsadidae family. Five itinerant expositions were performed on the main departments with greater indication of serpent appearance. The amount of 1580 people distributed around students and staff participated. In the campus were found three poisonous taxon Crotalus durissus, Micrurus lemniscatus and M. ibiboboca, being the latter more abundant. Ambiental education actions must be continuous and be part of the UFRPE ophidianfauna conservation strategy.
Description: Existem cerca de 219 espécies de serpentes descritas para o bioma Mata Atlântica, correspondendo a 54% do total das espécies brasileiras, no entanto, informações sobre taxocenose de serpentes no Nordeste do Brasil ainda são incipientes. Para planejar ações de conservação e aumentar a ciência sobre história natural é fundamental o conhecimento da ofidiofauna local, principalmente em unidades de conservação e seu entorno. Concomitantemente a essa ciência, se faz necessário popularizar essas informações para a comunidade local, já que, apesar de fundamental papel na natureza, as serpentes são temidas por grande parte da população humana, citadas em vários mitos e crendices populares e comumente mortas quando avistadas. Desta forma, o objetivo desse trabalho foi inventariar a comunidade de serpentes do Parque Estadual de Dois Irmãos - PEDI, e entorno, nesse caso a Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), realizando posteriormente ações educativas com a comunidade acadêmica, evidenciando a importância e cuidado com esse grupo. As espécies no PEDI foram inventariadas entre outubro de 2014 a novembro de 2017 no módulo do Programa de Pesquisa em Biodiversidade (PPBio) e na área antropizada através de busca ativa, passiva e encontros ocasionais. Na UFRPE através de registro ocasionais e de terceiros, alem de contato por telefone e redes sociais entre, junho de 2015 a maio de 2018, ambas as localidades estão localizadas na região metropolitana da cidade do Recife, PE (8º00’51.86”S, 34º57’02.14”O). Um total de 23 espécies distribuídas em cinco famílias foi registrado para o PEDI, com maior diversidade para a família Dipsadidae. A composição de serpentes no PEDI se mostrou similar a outras áreas de Mata Atlântica do Nordeste brasileiro, todavia a curva de rarefação mostrou que ainda há necessidade de continuidade da pesquisa. Não houve diferença significativa entre os parâmetros abióticos e a riqueza e abundancia. A maioria das espécies possui ampla distribuição geográfica, todavia duas espécies são endêmicas da Mata Atlântica nordestina, Atractus maculatus Boulenger, 1894 e Dendrophidion atlantica Freire, Caramaschi e Gonçalves, 2010, mostrando a relevância da área para conservação dessas e de outras espécies. Na UFRPE foram registradas 18 espécies, com maior predominância para a família Dipsadidae. Foram realizadas cinco exposições itinerantes nos principais departamentos com maior índice de aparecimentos de serpentes. Participaram no total 1580 pessoas, distribuídos entre alunos e funcionários. Encontrou-se no campus três táxons peçonhentos Crotalus durissus, Micrurus lemniscatus e M. ibiboboca, sendo a última a mais abundante. Ações de educação ambiental devem ser contínuas e fazer parte de estratégias para conservação da ofidiofauna da UFRPE.
URI: https://repository.ufrpe.br/handle/123456789/709
Appears in Collections:TCC - Bacharelado em Ciências Biológicas (Sede)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tcc_Vanessa do Nascimento Barbosa.pdf4,13 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.