Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/123456789/670
Título: Influência de meios de cultura, luminosidade e fontes de carbono e nitrogênio sobre Colletotrichum gloeosporioides (Penz.) Sacc., agente causai da antracnose da acerola (Malpighia glabra L.). Cadernos Ômega, Série Agronomia, Recife, n. 12, p. 94-97, 2001.
Autor: Cardoso, Valbénco de Albuquerque
Oliveira, Sônia Maria Alves de
Menezes, Maria
Mariano, Rosa de Lima Ramos
Palavras-chave: Acerola;Acerola - Doenças e pragas;Fungos na agricultura;Fisiologia vegetal;Plantas - Nutrição
Data do documento: 2001
Citação: CARDOSO, Valbénco de Albuquerque et al. Influência de meios de cultura, luminosidade e fontes de carbono e nitrogênio sobre Colletotrichum gloeosporioides (Penz.) Sacc., agente causai da antracnose da acerola (Malpighia glabra L.).
Abstract: A acerola ou cereja das Antilhas produz pequenos frutos que são utilizados no consumo in natura, despertando o interesse para novos plantios em diferentes Estados do Brasil. Neste trabalho de pesquisa, foi estudado a influência de cinco meios de cultura (aveia-dextrose-ágar, ADA; batata-dextrose-ágar, BDA; cenoura-dextrose-ágar, CDA; czapek-ágar, CZA; vagem-dextrose-ágar, VDA), três regimes de luminosidade (claro contínuo-CC; escuro contínuo-EC; alternância luminosa – AL), quatro combinações de fontes de carbono (dextrose, sacarose, maltose, xilose) e quatro de nitrogênio (asparagina, arginina, peptona, nitrato de potássio) sobre as características fisiológicas e morfológicas de Colletotrichum gloeosporioides. O delineamento estatístico foi inteiramente casualizado em arranjo fatorial com quatro repetições/tratamento. O crescimento micelial foi determinado diariamente, a esporulação e as características morfológicas após oito dias de incubação. Observou-se que o meio CDA em CC e AL promoveu maior crescimento micelial e este meio submetido aos três regimes de luz as maiores produções de conídios. Nas combinações de C x N onde o nitrato de potássio encontrava-se associado as fontes de C propiciou maior crescimento micelial e na produção de conídios provenientes dos diferentes meios de cultura, regimes de luz e combinações de fontes de C x N, as médias de comprimento e largura obedeceram ao padrão morfológico da espécie estudada.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/670
Aparece nas coleções:n. 12, 2001 (Série Agronomia)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
OME_n12_2001_25.pdf306,7 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.