Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/123456789/624
Título: As "Disquisitiones" do naturalista arruda da câmara (1752-1811) e as relações entre a química e a fisiologia no final do século das luzes
Autor: Almeida, Argus Vasconcelos de
Magalhães, Francisco de Oliveira
Palavras-chave: Química - História;Filosofia moderna Séc. XVIII;Iluminismo;Fisiologia - História
Data do documento: 1998
Citação: ALMEIDA; Argus Vasconcelos de; MAGALHÃES, Francisco de Oliveira. As "Disquisitiones" do naturalista arruda da câmara (1752-1811) e as relações entre a química e a fisiologia no final do século das luzes. Cadernos Ômega. Série Biologia, Recife, n. 5, p. 7-28, 1998.
Abstract: O presente trabalho pretende resgatar o campo de validade das "Disquisitiones" do naturalista Arruda da Câmara, situando-as no contexto histórico-científico do final do século das luzes. Assim, tenta-se reconstruir o debate travado entre as diversas teorias que serviram de pano de fundo das relações entre a Química e a Fisiologia da época. Objetiva-se superar, desse modo, uma história da ciência de cunho empiricista que, no seu conteúdo, elimina as controvérsias, os obstáculos epistemológicos e ideológicos, as teorias "falsas": fruto de erros e divagações. Apresenta a ciência, enfim, como um produto acabado, praticada por sábios solitários, descomprometidos com as questões políticas e sociais do seu tempo. Tal não acontece com Arruda da Câmara, sobre o qual, é impossível ignorar o papel, que parece ter exercido, como cidadão, de uma ação política marcante, na preparação do movimento revolucionário republicano de 1817, em Pernambuco. Tenta-se mostrar que esse papel não foi desvinculado da sua notável obra científica. Muito pelo contrário, era parte integrante da sua formação iluminista, que, pressupunha um otimismo no poder da razão em reorganizar o mundo humano. Do ponto de vista da sua organização, o presente trabalho, divide-se em três partes: na primeira, é apresentada, pela primeira vez, uma tradução integral das "Disquisitiones"; na segunda, a tese do naturalista é discutida no contexto das diversas doutrinas químicas e fisiológicas do final do Séc. XVIII, e na terceira, é apresentado um resumo biográfico e analise da ação do naturalista no contexto histórico do Nordeste, principalmente em Pernambuco, de sua época.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/624
Aparece nas coleções:n. 5, 1998 (Série Biologia)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
OME_n5_1998_bio_01.pdf827,1 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.