Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/123456789/618
Título: Interações biológicas da baía de Tamandaré, litoral sul de Pernambuco
Autor: Lira, Luiz
Fonseca-Genevois, Verônica da
Palavras-chave: Biologia costeira;Ecologia costeira
Data do documento: 1998
Citação: LIRA, Luiz; FONSECA-GENEVOIS, Verônica da. Interações biológicas da baía de Tamandaré, litoral sul de Pernambuco. Cadernos Ômega. Série Ciências Aquáticas, Recife, n. 4, p. 85-108, 1998.
Abstract: Na Baía de Tamandaré localizada entre as latitudes 8° 44' 23" e 8° 47" 41" Sul e as longitudes de 35° 07’ 29’’ Leste, a 100Km ao Sul da cidade do Recife, a influência dos caudais estuarinos dos rios Mamucabas e llhetas interfere no material em suspensão e na dissolução de sais marinhos, não demonstrando qualquer atuação sobre a termoconstâncía das águas características de regiões tropicais. O máximo teor em sólidos suspensos (272,0 mg/l) é detectado em áreas de menor profundidade protegidas pelas linhas recifais, sendo resultante do fenômeno de ressuspensão de partículas, quando sob a regência das correntes de refluxo. Estratificações de salinidade (13%) são registradas na zona de desembocadura dos rios, porém, de duração efêmera, dentro de um ciclo de maré. A abertura principal dos recifes, de 1400m provoca a efetiva erosão no eixo E-W da baÍa, sendo evidente as modificações no perfil durante o ano. A sedimentação quaternária é muito mais regida pelo acervo marinho do que pelo trabalho continental, sendo os recifes os principais supridores do material carbonático. A bio-construção marinha permite determinar, juntamente com o material terrígeno os fácies: detrítica costeira, biodetrítica costeira, biodetrítica (HALIMEDA), biodetrítica (LITHOTHAMNIUM), detrítica reliquial. Na linha de praia, a meiofauna apresenta características evolutivas mistas, onde Copepoda Harpacticoidea íntersticiais convivem com formas mais arcaicas, tais como: Tardigrada e Archiannelida.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/618
Aparece nas coleções:n. 4, 1998 (Série Ciências Aquáticas)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
OME_n4_1998_aqua_06.pdf783,46 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.