Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/123456789/585
Título: Deterioração do caldo de cana-de-açúcar, in natura e esterilizado com e sem adição de leuconostoc mesenteroides
Autor: Paterson, Marion
Melo, Francisco de Assis Dutra
Borba, Josilene Maria de Moraes
Palavras-chave: Cana-de-açúcar;Cana-de-açúcar - Derivados
Data do documento: 1992
Citação: Paterson, Marion; MELO, Francisco de Assis Dutra; BORBA, Josilene Maria de Moraes. Deterioração do caldo de cana-de-açúcar, in natura e esterilizado com e sem adição de leuconostoc mesenteroides. Cadernos Ômega. Série Agronomia, Recife, n. 5, p.99-112, 1992.
Abstract: Este estudo foi conduzido com o objetivo de avaliar a deterioração do caldo de cana-de-açúcar in natura e esterilizado, com e sem adição de Leuconostoc mesenteroides. Foi utilizada cana-de-açúcar, variedade CB 45-3, crua e manualmente colhida. Os colmos da cana-de-açúcar foram trituradas em uma forrageira e o caldo extraído em uma prensa hidráulica. O caldo foi dividido em quatro grupos: in natura; in natura com adiçao de L. mesentemides; esterilizado (120 ºC, 15 min); e esterilizado com adicao de L. mesenteroides. As concentracdes de L. mesenterdides adicionadas aos caldos in natura e esterilizado, foram de ca. 2.8 x 10 celúlas por ml. A deterioração dos caldos foi acompanhada durante 26.5 h através de análises de sacarose (pol), açúcares redutores, acidez, pH e contagem de colônias. As perdas totais de sacarose no caldo in natura. sem e com adição de L. mesenteroides, 6 h após a extração do caldo e inoculação dos micro-organismos, foram de 0.20 e 0.24 kg por 100 kg de caldo, respectivamente. Estes valores correspondem a perdas de sacarose de 1.6 e 1.7%, respectivamente. Não foi possível determinar a pol no caldo in natura 7 h após a sua extração, devida a dificuldade durante a etapa de clarifição. O aumento dos açúcares redutores livres no caldo in natura, após 26.5 h foi de ca. 135%. Os resultados da acidez no caldo in natura, com adição de L. mesenteroides, foram mais altos (4 a 19%) que os do caldo in natura sem adição de L mesenteroides. Os resuliados das análises de pol, açúcares redutores, pH e acidez no caldo esterilizado com e sem adição de L. mesentemides, foram semelhantes e praticamente não variaram com o tempo. Isto Indica que nas condições estudadas, não foi possível detectar deterioração no caldo esterilizado contendo L. mesenteroides
URI: http://hdl.handle.net/123456789/585
Aparece nas coleções:n. 5, 1992 (Série Agronomia)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
OME_n5_1992_agro_08.pdf619,95 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.