Please use this identifier to cite or link to this item: https://repository.ufrpe.br/handle/123456789/5646
Title: Percepção ambiental e perfil socioeconômico de frequentadores em duas áreas verdes no Recife – PE
Authors: Barbosa, Júlio César Martins
metadata.dc.contributor.authorLattes: http://lattes.cnpq.br/1104545851624309
metadata.dc.contributor.advisor: Lima Neto, Everaldo Marques de
metadata.dc.contributor.advisorLattes: http://lattes.cnpq.br/6791561445213969
Keywords: Serviços ambientais;Planejamento urbano;Silvicultura;Qualidade de vida
Issue Date: 6-Oct-2022
Citation: BARBOSA, Júlio César Martins. Percepção ambiental e perfil socioeconômico de frequentadores em duas áreas verdes no Recife – PE. 2022. 42 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Engenharia Florestal) – Departamento de Ciência Florestal, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, 2022.
Abstract: The study of environmental perception is of important relevance to understand, in addition to the interrelationship of man and the environment, his expectations, judgments and behaviors, satisfactions and dissatisfactions. These studies provide a unique view of the feelings and values developed by people towards the environment and that directly reflect in the formation of actions about these spaces. The objective of this work is to verify if the socioeconomic classification of the users of two green areas in Recife-PE can influence the environmental perception of these people, what are the existing environmental relations and ecosystem services and what is the reflection on the environmental awareness and sensitization. For this, a semi-structured questionnaire was used with social and environmental questions and was applied in loco with 8 visits, 5 to Joana Bezerra Square and 3 to Casa Forte Square. For data analysis, Microsoft Excel 2013 was used, where data was tabulated and organized, percentages calculated and graphs constructed. As results, differences were found in the socioeconomic issue between the neighborhoods, especially in relation to education and monthly income, however, the environmental perceptions of the target audience in both neighborhoods was positive, especially the Praça de Casa Forte. The presence of ecosystem services was also observed in both study sites, highlighting the improvement in climate, air quality, leisure, recreation and physical activities and scenic beauty. Thus, it is concluded that the presence of green areas influences the quality of life of the population and that knowledge of the social vision is necessary for the planning of actions and strategies aimed at the communities.
Description: O estudo da percepção ambiental é de importante relevância para entender, além da inter-relação do homem e o meio ambiente, suas expectativas, julgamentos e condutas, satisfações e insatisfações. Estes estudos proporcionam uma visão única dos sentimentos e valores desenvolvidos pelas pessoas para com o ambiente e que refletem diretamente na formação de ações sobre estes espaços. O objetivo deste trabalho é verificar se a classificação socioeconômica dos frequentadores de duas áreas verdes do Recife-PE pode influenciar na percepção ambiental dessas pessoas, quais as relações ambientais e serviços ecossistêmicos existentes e qual o reflexo na conscientização e sensibilização ambiental. Para isso, utilizou-se um questionário semiestruturado com perguntas de cunho social e ambiental e fez-se a aplicação de forma in loco com 8 visitas sendo 5 na Praça de Joana Bezerra e 3 na Praça de Casa Forte. Para análise dos dados utilizou-se o Microsoft Excel 2013 onde fez-se tabulação e organização dos dados, cálculo dos percentuais e construção dos gráficos. Como resultados, encontrou-se diferenças na questão socioeconômica entre os bairros, principalmente em relação a escolaridade e renda mensal, no entanto, as percepções ambientais do público-alvo em ambos os bairros foi positivo, com destaque para o Praça de Casa Forte. Foram observados ainda a presença de serviços ecossistêmicos nos dois locais de estudo, se destacando a melhoria no clima, qualidade do ar, lazer, recreação e atividades físicas e beleza paisagística. Com isso, conclui-se que a presença de áreas verdes influenciam na qualidade de vida da população e que se faz necessário o conhecimento da visão social para o planejamento de ações e estratégias voltadas para as comunidades.
URI: https://repository.ufrpe.br/handle/123456789/5646
Appears in Collections:TCC - Engenharia Florestal (Sede)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tcc_eso_juliocesarmartinsbarbosa.pdf903,02 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons