Please use this identifier to cite or link to this item: https://repository.ufrpe.br/handle/123456789/4435
Title: Biologia reprodutiva do bonito-listrado, Katsuwonus pelamis (Perciformes: Scombridae), no Arquipélago de São Pedro e São Paulo, Brasil.
Authors: Xavier, Victória Sincorá
metadata.dc.contributor.authorLattes: http://lattes.cnpq.br/3068003817335469
metadata.dc.contributor.advisor: Hazin, Fábio Hissa Vieira
metadata.dc.contributor.advisorLattes: http://lattes.cnpq.br/2479583060761727
metadata.dc.contributor.advisor-co: Bezerra, Natalia Priscila Alves
metadata.dc.contributor.advisor-coLattes: http://lattes.cnpq.br/5613525779232672
Keywords: Bonito-listrado (Peixe);Scombridae;Biologia reprodutiva;São Pedro e São Paulo, Arquipélago
Issue Date: 5-Mar-2021
Citation: Xavier, Victória Sincorá. Biologia reprodutiva do bonito-listrado, Katsuwonus pelamis (Perciformes: Scombridae), no Arquipélago de São Pedro e São Paulo, Brasil. 2021. 32 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Engenharia de Pesca) - Departamento de Pesca e Aquicultura, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, 2021.
Description: O bonito-listrado (Katsuwonus pelamis), família Scombridae, é uma espécie pelágica e cosmopolita que possui valor comercial elevado. Tendo por objetivo estudar o seu ciclo reprodutivo no Arquipélago de São Pedro e São Paulo (ASPSP), ecossistema insular brasileiro localizado no Atlântico Equatorial, coletas de material biológico foram realizadas durante expedições científicas entre julho de 2016 e fevereiro de 2020. Após a captura com linha de mão, os espécimes foram mensurados quanto aos seus comprimentos furcal (CF) e total (CT), tendo sido, em seguida, eviscerados para a identificação do sexo e coleta das gônadas, que foram, então, medidas e pesadas. A proporção sexual total e mensal foi calculada através da razão entre o número total de machos e fêmeas capturados, sendo aplicado o teste de qui-quadrado (p<0,05) para verificar possíveis diferenças estatisticamente significativas. As gônadas foram analisadas macroscópica- e microscopicamente quanto aos seus estágios de maturação sexual. A fim de se identificar a época de desova no ASPSP, o Índice Gonadal (IG) dos adultos foi calculado, avaliando-se a variação de sua média mensal. O tamanho de primeira maturação sexual (L50) foi igualmente estimado, verificando-se a proporção de espécimes juvenis e adultos na pesca local. Dos 292 espécimes coletados, 165 (56,5%) eram machos e 127 (43,5%) eram fêmeas, resultando em uma proporção sexual de 1,3M:1F, sem diferenças estatisticamente significativas (x2= 1,5; p> 0,05) para o período analisado. As fêmeas alcançaram maior amplitude de tamanho (33,6 a 64,5 cm) comparadas aos machos (34,0 a 63,0 cm), porém sem diferenças estatísticas entre os comprimentos (p>0,05). Os valores médios mensais do IG variaram de 16,96 a 52,06, para fêmeas, e de 11,58 a 60,90, para machos. A menor média para o sexo feminino foi observada em agosto, e para os machos, em dezembro, com ambos apresentando o maior valor de IG em fevereiro. O L50 foi estimado em 40,7 cm, para fêmeas, e 38,5 cm, para os machos. A fecundidade média por lote foi de 260.660 ovócitos. As análises histológicas indicaram um desenvolvimento assíncrono dos ovócitos, caracterizando uma desova intermitente e fecundidade indeterminada. Os resultados sugerem que a época de desova mais intensa do bonito-listrado no entorno do ASPSP tem início no final do ano, se estendendo até maio.
URI: https://repository.ufrpe.br/handle/123456789/4435
Appears in Collections:TCC - Engenharia de Pesca (Sede)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tcc_victoriasincoraxavier.pdf1,06 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.