Please use this identifier to cite or link to this item: https://repository.ufrpe.br/handle/123456789/3178
Title: Estimativa do sequestro de carbono no Parque da Jaqueira, Recife/PE.
Authors: Melo, Anne Karoline Lima de
metadata.dc.contributor.authorLattes: http://lattes.cnpq.br/1734941378825031
metadata.dc.contributor.advisor: Lima Neto, Everaldo Marques de
metadata.dc.contributor.advisorLattes: http://lattes.cnpq.br/6791561445213969
Keywords: Parques urbanos;Sequestro de carbono;Arborização das cidades
Issue Date: 27-May-2022
Citation: Melo, Anne Karoline Lima de. Estimativa do sequestro de carbono no Parque da Jaqueira, Recife/PE. 2022. 35 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Engenharia Florestal) - Departamento de Ciência Florestal, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, 2022.
Description: O plantio de árvores em áreas urbanas é uma medida eficaz para se criar um efeito de conforto e atenuar o aquecimento urbano tanto em níveis macro quanto microclimáticos. As florestas urbanas promovem diversos serviços ecossistêmicos, dentre eles, a remoção de gases efeito estufa da atmosfera, principalmente, com o sequestro do dióxido do carbono. A cidade do Recife torna-se um local propício para potenciais estudos de sequestro de carbono. Diante disso, o presente trabalho teve como objetivo estimar o estoque de carbono no Parque da Jaqueira, Recife – PE. Para tanto, o estudo foi realizado em duas etapas, a realização de um inventário florestal urbano, no qual foram identificadas as espécies e coletadas as variáveis dendrométricas daquelas que apresentaram um DAP maior ou igual a 15 cm, em seguida, os dados coletados foram tabulados por meio do software Excel® e as análises estatísticas realizadas no programa R. v.1.3.1093. Com os dados obtidos em campo, estimou-se o estoque de carbono por espécie e por blocos com a utilização da equação alométrica. A estrutura vegetal que absorveu maior quantidade de carbono foi o fuste com uma absorção média de 362,85 a 1595,90 kgC/indivíduo e as espécies nativas com maior potencial de estoque de carbono foram a Aroeira-da-praia (Schinus terebinthifolia), seguida da Barriguda (Ceiba speciosa) e por fim a Munguba (Pachira aquatica). Dessa forma, uma estratégia para a Prefeitura do Recife contribuir com a mitigação das mudanças climáticas e sequestro dos gases de efeito estufa (GEE) é mediante a criação de áreas arborizadas, parques e áreas verdes, em geral, investindo principalmente em espécies nativas que tenham crescimento rápido tanto em altura quanto em largura (DAP).
URI: https://repository.ufrpe.br/handle/123456789/3178
Appears in Collections:TCC - Engenharia Florestal (Sede)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tcc_annekarolinelimademelo.pdf899,83 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.