Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/123456789/290
Título: Influência de diferentes níveis de NPK na reação de milho (Zea mays L.), cultivar Jatinã C, - anão, a Helminthosporium turcicum Passerini*
Autor: Barros, Severina Torres de
Menezes, Maria
Palavras-chave: Milho;Milho - Doenças e pragas;Fisiologia vegetal
Data do documento: 1986
Citação: BARROS, Severina Torres de Barros; MENEZES, Maria. Influência de diferentes níveis de NPK na reação de milho (Zea mays L.), cultivar Jatinã C, - anão, a Helminthosporium turcicum Passerini*. Cadernos Ômega. Série Agronomia, Recife, n. 2, p. 235-256, 1986.
Abstract: Foi estudada a influência de diferentes níveis de NPK, utilizando-se as treze soluções nutritivas de Hoagland, na reação de milho, cv. Jatinã Ca-anão ao agente da queima da folha causada por Helminthosporium turcicum. O trabalho foi desenvolvido em condições de casa-de-vegetação, onde a temperatura e umidade relativa do ar, foram em média 25,5ºC e 76,7%, respectivamente. A inoculação das plantas foi frita com uma suspensão de conídios, na concentração de 5x10' conídios/ml, no estádio de 4-5 folhas definitivas, por aspersão da parte aérea. A avaliação dos experimentos efetuou-se quatorze d'as após a inoculação, com auxílio de um paquímetro, sendo determinado o comprimento das lesões. As plantas correspondentes a cada tratamento, foram coletadas separadamente e após eliminação do sistema radicular, acondicionadas em sacos de papel e postas para secar em estufa para posterior análise química. 0s resultados obtidos mostraram um bom nível de resistência do milho, cv. Jatinã C-anão, a H. turcicum. Entretanto, foi observado um maior comprimento das lesões em plantas inoculadas com H. turcicum quando tratadas com a solução nutritiva contendo dose elevada de N (2,OON). Os níveis de K mostraram uma tendência para redução do comprimento das lesões, destacando-se o tratamento 0,50K, como o melhor na supressão da colonização de plantas de milho pelo patógeno. Os teores de macro e micronutrientes, de um modo geral, foram maiores nas plantas inoculadas do que nas não inoculadas. Foi observada uma correlação positiva entre o teor de Zn encontrado na parte aérea de plantas Inoculadas, comprimento das lesões e peso da matéria seca.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/290
Aparece nas coleções:n. 2, 1986 (Série Agronomia)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
OME_n2_1986_agro_17.pdf855,93 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.