Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/123456789/2492
Título: Análise espaço-temporal da precipitação pluviométrica por Índice de Anomalia de Chuva (IAC) no Sertão de Pernambuco
Autor: Costa, Sidney Anderson Teixeira da
Endereco Lattes do autor: http://lattes.cnpq.br/3437135530105879
Orientador: Bezerra, Alan Cezar
Endereco Lattes do orientador : http://lattes.cnpq.br/3690303625468223
Palavras-chave: Climatologia;Agricultura de regiões áridas;Chuvas - Frequência da intensidade
Data do documento: 2019
Citação: COSTA, Sidney Anderson Teixeira da. Análise espaço-temporal da precipitação pluviométrica por Índice de Anomalia de Chuva (IAC) no Sertão de Pernambuco. 2019. 49 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Agronomia) – Unidade Acadêmica de Serra Talhada, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Serra Talhada, 2019.
Abstract: Extreme weather events assume great social and economic relevance, especially in the semiarid regions. The analysis of the rainfall regime of a given region can be done by the Rain Anomaly Index (IAC), which allows understanding and classifying the rainfall regime as to the severity of dry and rainy cycles. The objective of this study was to study the spatio-temporal variability of precipitation in the Sertão de Pernambuco, using the Rain Anomaly Index (IAC) for the climatological normal (1987-2017). For this, rainfall data were obtained from the municipalities of Afogados da Ingazeira, Araripina, Arcoverde, Cedro, Flores, Inajá, Ipubi, Mirandiba, Serra Talhada, Serrita and Sertânia. Annual and interannual precipitation analyzes were performed, negative and positive anomalies were determined throughout the climatological normal and precipitation spatial distribution maps were elaborated in the different annual classifications based on the IAC. The results reveal that in ten of the eleven municipalities studied the rainy season corresponds to the months from January to April. It was found that the years 1993, 1998 and 2012 were the driest in the series, while 1988, 2004 and 2009 were the driest. The number of negative anomalies in the analyzed period was 54.8%, thus showing greater numbers of dry than wet years. It was also found that the Sertão mesoregion has a certain degree of homogeneity in relation to extreme events, i.e., rainy or dry years, when they occur, tend to affect most of the territory. In this work, it was shown that the IAC can be used as a tool to assist climate monitoring and rainfall variability of a given region.
Resumo: Os eventos climáticos extremos assumem grande relevância social e econômica, principalmente nas regiões Semiáridas. A análise do regime pluviométrico de determinada região pode ser feita pelo Índice de Anomalia de Chuva (IAC), que permite compreender e classificar o regime pluviométrico quanto a severidade dos ciclos secos e chuvosos. O objetivo deste trabalho foi estudar a variabilidade espaço-temporal das precipitações no Sertão de Pernambuco, utilizando o Índice de Anomalia de Chuva (IAC) para a normal climatológica (1987-2017). Para isso, foram obtidos dados de precipitação pluviométrica dos municípios de Afogados da Ingazeira, Araripina, Arcoverde, Cedro, Flores, Inajá, Ipubi, Mirandiba, Serra Talhada, Serrita e Sertânia. Foram feitas análises das precipitações anuais e interanuais, determinação de anomalias negativas e positivas ao longo da normal climatológica e elaboração de mapas de distribuição espacial da precipitação nas diferentes classificações anuais com base no IAC. Os resultados revelam que em dez dos onze municípios estudados a quadra chuvosa corresponde aos meses de janeiro a abril. Constatou-se que os anos 1993, 1998 e 2012 foram os mais secos da série, enquanto 1988, 2004 e 2009 os mais chuvosos. A quantidade de anomalias negativas no período analisado foi de 54,8%, evidenciou-se assim maior números de anos secos que úmidos. Verificou-se também que a mesorregião do Sertão possui certo grau de homogeneidade em relação aos eventos extremos, ou seja, os anos chuvosos ou secos, quando ocorrem tendem a atingir a maior parte do território. Neste trabalho, mostrou-se que o IAC pode ser utilizado como uma ferramenta para auxiliar o acompanhamento climático e a variabilidade pluviométrica de uma determinada região.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/2492
Aparece nas coleções:(UASTA) Trabalho de conclusão de curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tcc_sidneyandersonteixeiradacosta.pdf1,27 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.