Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/123456789/2490
Título: Danos oxidativos associados a estresses abióticos durante a germinação e desenvolvimento inicial de plântulas de milho
Autor: Alves, Rafael Mateus
Endereco Lattes do autor: http://lattes.cnpq.br/2035356244872102
Orientador: Pinto, Monalisa Alves Diniz da Silva Camargo
Endereco Lattes do orientador : http://lattes.cnpq.br/0446410743186066
Palavras-chave: Plantas - Efeito do alumínio;Solos - Poluição;Milho - Solos
Data do documento: 2019
Citação: ALVES, Rafael Mateus. Danos oxidativos associados a estresses abióticos durante a germinação e desenvolvimento inicial de plântulas de milho. 2019. 49 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Agronomia) – Unidade Acadêmica de Serra Talhada, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Serra Talhada, 2019.
Abstract: Soil contamination by salinity and heavy metals are factors that limit agricultural production, affecting seed germination and initial seedling development. Purple corn stands out as an important source of natural pigments, which can be used for various industrial purposes. In view of the above, the objective of this study was to evaluate the effect of oxidative damage associated with abiotic stress during germination and the initial development of purple corn seedlings. The experiment was conducted at the Universidade Federal Rural de Pernambuco, Serra Talhada Academic Unit. For each experiment, the design used was the entirely randomized 5x2 factor scheme (concentration x temperature), with four repetitions of 50 seeds (germination test), four repetitions of 20 seeds (seedling length and dry mass test) and three repetitions of five normal seedlings, from the germination test (indicators of oxidative damage). The parameters evaluated were germination percentage, length and total dry mass of the aerial part, root system and indicators of oxidative damage (total chlorophylls, a, b, total carotenoids and lipid peroxidation) in the seedling phase. All analyses were performed using the statistical software SISVAR v. 5.6 and the Sigma Plot 10.0 software was used to produce the graphs. The increase in saline concentrations affected germination, growth parameters (length and dry mass) and indicators of oxidative damage (total chlorophylls, a, b, total carotenoids and lipid peroxidation) of purple corn seedlings. The association of the different saline concentrations with the temperature of 30ºC provided superior growth parameters, even in conditions of saline stress. The use of different aluminum concentrations did not interfere in the germination percentage of purple corn seeds, while the growth parameters (length and dry mass accumulation) and the indicators of oxidative damage (total chlorophylls, a, b, total carotenoids and lipid peroxidation) of purple corn seedlings were reduced with the increase in aluminum concentrations. The association of the different aluminum concentrations with a temperature of 25ºC indicated that the growth of the aerial part was less affected with the increase in concentrations. A temperature of 30ºC resulted in a greater accumulation of total dry mass, of the aerial part and of the root system of purple corn seedlings. In view of the above, germination, initial seedling development and indicators of oxidative damage subjected to sodium chloride concentrations and initial seedling development and indicators of oxidative damage subjected to aluminum concentrations are efficient to evaluate the physiological performance of purple corn seedlings.
Resumo: A contaminação dos solos por salinidade e metais pesados são fatores que limitam a produção agrícola, afetando a germinação das sementes e o desenvolvimento inicial das plântulas. O milho roxo destaca-se como uma importante fonte de pigmentos naturais, que podem ser utilizados para diversas finalidades industriais. Diante do exposto, o objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito de danos oxidativos associados a estresses abióticos durante a germinação e o desenvolvimento inicial de plântulas de milho roxo. O experimento foi conduzido na Universidade Federal Rural de Pernambuco, Unidade Acadêmica de Serra Talhada. Para cada experimento realizado o delineamento utilizado foi o inteiramente casualizado, em esquema fatorial 5x2 (concentração x temperatura), com quatro repetições de 50 sementes (teste de germinação), quatro repetições de 20 sementes (teste de comprimento de plântula e massa seca) e três repetições de cinco plântulas normais, provenientes do teste de germinação (indicadores de danos oxidativos). Os parâmetros avaliados foram a porcentagem de germinação, comprimento e massa seca total, da parte aérea, do sistema radicular e indicadores de danos oxidativos (clorofilas totais, a, b, carotenoides totais e peroxidação de lipídeos) na fase de plântula. Todas as análises foram realizadas utilizando o programa estatístico SISVAR v. 5.6. e para a confecção dos gráficos, utilizou-se o programa Sigma Plot 10.0. O aumento das concentrações salinas afetou a germinação, parâmetros de crescimento (comprimento e massa seca) e indicadores de danos oxidativos (clorofilas totais, a, b, carotenoides totais e peroxidação de lipídeos) de plântulas de milho roxo. A associação das diferentes concentrações salinas com a temperatura de 30ºC proporcionou parâmetros de crescimento superiores, mesmo em condições de estresse salino. A utilização de diferentes concentrações de alumínio não interferiu na porcentagem de germinação de sementes de milho roxo, já os parâmetros de crescimento (comprimento e acúmulo de massa seca) e os indicadores de danos oxidativos (clorofilas totais, a, b, carotenoides totais e peroxidação de lipídeos) de plântulas de milho roxo sofreram redução com o aumento das concentrações de alumínio. A associação das diferentes concentrações de alumínio com a temperatura de 25ºC indicou que o crescimento da parte aérea foi menos afetado com o aumento das concentrações. A temperatura de 30ºC acarretou em um maior acúmulo de massa seca total, da parte aérea e do sistema radicular de plântulas de milho roxo. Diante do exposto, a germinação, o desenvolvimento inicial de plântulas e os indicadores de danos oxidativos submetidas a concentrações de cloreto de sódio e o desenvolvimento inicial de plântulas e os indicadores de danos oxidativos submetidas a concentrações de alumínio são eficientes para avaliar o desempenho fisiológico de plântulas de milho roxo.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/2490
Aparece nas coleções:(UASTA) Trabalho de conclusão de curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tcc_rafaelmateusalves.pdf746,09 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.