Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/123456789/2445
Título: Avaliação do comportamento social e alimentar de ovinos jovens, com e sem as matrizes
Autor: Freitas, Daniel Carlos da Silva
Endereco Lattes do autor: http://lattes.cnpq.br/5185887452546295
Orientador: Ribeiro, Valéria Louro
Endereco Lattes do orientador : http://lattes.cnpq.br/2677739330576168
Palavras-chave: Ovinos - Criação;Ruminantes - Alimentação e rações;Animais - Comportamento social
Data do documento: 2019
Citação: FREITAS, Daniel Carlos da Silva. Avaliação do comportamento social e alimentar de ovinos jovens, com e sem as matrizes. 2019. 30 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Zootecnia) – Unidade Acadêmica de Serra Talhada, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Serra Talhada, 2019.
Abstract: The objective of this study was to evaluate the social and feeding behavior of young sheep with and without the matrices. Eight male and female animals, three and fiverespectively, with no defined racial pattern (SPRD), with ages ranging from six to seven months of age, were used. Behavioral observations occurred for eight hours daily, from 6 am to 2 pm for three consecutive days, with a five-minute record, using a stopwatch. For the identification of the animals were used yarns for making necklaces with different colors (blue, dark blue, yellow, orange, green, white, silver and pink). The variables related to social behavior, vocalization, integration with the environment, jokes and fights; and feeding, feeding time, rumination time, standing leisure, lying leisure and water consumption were recorded in an etogram. During the days of observation, two observers write the records of the behavioral variables and the third (fixed during the days of observations), to identify and record the other social and food activities. It is concluded that the separation of young sheep from their matrices can modify the social and feeding behaviors of the animals. Among the results obtained the social variables as interaction with the environment and vocalization; (P> 0.0001), between the treatments (animals raised jointly (mother and offspring) and offspring separated from their mothers and put in an attached picket), probably due to climatic conditions and the environment, separation of the offspring from their mothers, formation of a new social organization, etc. However, some variables such as total rumination time and total leisure time, there was no significant difference between the treatments, probably due to the preference on the side of lying down or the position of limbs and trunks, selection capacity.
Resumo: O trabalho teve como objetivo avaliar o comportamento social e alimentar de ovinos jovens com e sem as matrizes. Foram utilizados oito animais machos e fêmeas, três e cinco respectivamente, sem padrão racial definido (SPRD), com faixa etária de seis a sete meses de idade. As observações comportamentais ocorreram durante oito horas diárias, das 6 horas da manhã às 14 horas da tarde, durante três dias consecutivos, com registro a cada cinco minutos, com auxílio de um cronômetro. Para identificação dos animais foram utilizados fios para confecção de colares com diferentes cores (azul, azul escuro, amarelo, laranja, verde, branco, prateado e rosa). As variáveis relacionadas ao comportamento social, vocalização, integração com o Ambiente, brincadeiras e brigas; e ao alimentar, tempo de alimentação, tempo de ruminação, ócio em pé, ócio deitado e consumo de água, foram registradas em um etograma. Durante os dias de observação, dois observadores fazem os registros das variáveis comportamentais e o terceiro (fixo durante os dias de observações), para identificar e anotar as demais atividades social e alimentar. Conclui-se que a separação dos ovinos jovens de suas matrizes pode modificar os comportamentos sociais e alimentar dos animais. Dentre os resultados obtidos as variáveis sociais como interação com o ambiente e vocalização; e alimentares como, tempo de alimentação, tempo de ruminação, ócio em pé e ócio deitado, tempo total de mastigação, obtiveram diferenças significativas (P>0.0001), entre os tratamentos (animais criados conjuntamente (mãe e crias) e crias separadas de suas mães e postas em um piquete anexo), provavelmente devido às condições climáticas e do ambiente, separação das crias de suas mães, formação de uma nova organização social, etc. Porém algumas variáveis como tempo total de ruminação e tempo total de ócio, não houve diferença significativa entre os tratamentos, provavelmente devido a preferência do lado de se deitar ou pela posição dos membros e troncos, capacidade de seleção.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/2445
Aparece nas coleções:(UASTZOO) Trabalho de conclusão de curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tcc_danielcarlosdasilvafreitas.pdf648,1 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.