Please use this identifier to cite or link to this item: https://repository.ufrpe.br/handle/123456789/2369
Title: Cenário do mercado regulado de MDL no nordeste do Brasil
Authors: Gonçalves, Raphaella Lima
metadata.dc.contributor.authorLattes: http://lattes.cnpq.br/3019799894396625
metadata.dc.contributor.advisor: Freire Júnior, Luciano Galvão
metadata.dc.contributor.advisorLattes: http://lattes.cnpq.br/0044703870148646
Keywords: Desenvolvimento sustentável;Mercado de emissão de carbono;Desenvolvimento econômico - Aspectos ambientais
Issue Date: 2019
Citation: GONÇALVES, Raphaella Lima. Cenário do mercado regulado de MDL no nordeste do Brasil. 80 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Ciências Econômicas) – Unidade Acadêmica de Serra Talhada, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Serra Talhada, 2019.
Abstract: Throughout this work a descriptive study was carried out, using bibliographical research from secondary sources. The book discusses the economic theory behind the carbon market, the evolution of the economic approach to economic-environmental development, and the estimation of the emission of greenhouse gases (GHGs) in Brazil, by economic sector. It was verified that after the Kyoto treaty three mechanisms of flexibilization were created to control the emission of these gases: Emissions Trading, Joint Implementation and the Clean Development Mechanism (CDM). Only in the latter is it possible for countries in that have ratified the protocol, such as Brazil. The CDM is project-based. Certified Emission Reductions (CERs), which are marketed, are issued with the registration and monitoring of these, each CER corresponding to one tonne of carbon equivalent that is no longer emitted or has been mitigated from the atmosphere. The logic behind this is that the gases are transboundary, so it is a matter of social relevance, and this mitigation occurring anywhere on the planet is beneficial as a whole. The objective is to demonstrate a more illuminating literature on the economic theories behind environmental markets, and specifically the Clean Development Mechanism (CDM) Carbon Credit Regulated Market. Also, view GHG emissions in Brazil. It was also analyzed the number and types of projects related to this theme, implemented in the Northeast Region. It was verified that the highest percentage of GHG emissions in Brazil comes from agricultural activities, as evidenced by economic activities in agriculture and in much of the land use change sector.
Description: Ao longo deste trabalho foi realizado um estudo descritivo, utilizando pesquisas bibliográficas a partir de fontes secundárias. A obra discorre sobre a teoria econômica por trás do mercado de carbono, a evolução da abordagem econômica sobre o desenvolvimento econômicoambiental e a estimativa de emissão de gases de efeito estufa (GEEs) no Brasil, por setor econômico. Verificou-se que após o tratado de Quioto foram criados três mecanismos de flexibilização para controle da emissão desses gases: Comércio de Emissões, Implementação Conjunta e o Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL), sendo que apenas neste último é possível a atuação de países em desenvolvimento que ratificaram o protocolo, como o Brasil. O MDL é baseado em projetos. Com o registro e monitoramento destes são emitidas as Reduções Certificadas de Emissões (RCEs), que são comercializadas, cada RCE corresponde a uma tonelada de carbono equivalente que deixou de ser emitida ou foi mitigada da atmosfera. A lógica por traz disto, é que os gases são transfronteiriços, portanto trata-se de um tema de relevância social, e essa mitigação ocorrendo em qualquer lugar do planeta é benéfica como um todo. O objetivo é demonstrar uma literatura mais esclarecedora sobre as teorias econômicas por trás dos mercados ambientais, e especificamente, o Mercado Regulado de Crédito de Carbono do Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL). Além disso, visualizar as emissões de GEEs no Brasil. Analisou-se, também a quantidade e tipos de projetos, ligados a esse tema, implantados na Região Nordeste. Constatou-se que o maior percentual de emissões de GEEs no Brasil é oriundo de atividades agropecuárias, demonstrados por atividades econômicas em agricultura e em grande parte do setor de mudança do uso de terra.
URI: https://repository.ufrpe.br/handle/123456789/2369
Appears in Collections:TCC - Bacharelado em Ciências Econômicas (UAST)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tcc_raphaellalimagonçalves.pdf1,67 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.