Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/123456789/2280
Título: Relações de gênero e o processo de autoconstrução porFamílias de um bairro popular da cidade do Recife
Autor: Silva, Andrielle Barbosa da
Endereco Lattes do autor: http://lattes.cnpq.br/6621197537031078
Orientador: Arrazola, Laura Susana Duque
Endereco Lattes do orientador : http://lattes.cnpq.br/4317982181688343
Palavras-chave: Habitação;Sexo - Diferenças;Trabalho e família
Data do documento: 2019
Citação: SILVA, Andrielle Barbosa da. Relações de gênero e o processo de autoconstrução porFamílias de um bairro popular da cidade do Recife. 2019. 58 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Economia Doméstica) - Departamento de Ciências Domésticas, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, 2019.
Resumo: O presente trabalho monográfico tem como objetivo principal analisar as razões e as implicações da autoconstrução de moradias por famílias pobres da cidade de Recife, moradoras de um bairro da Região Político Administrativa RPA3. O processo metodológico foi feito a partir de entrevistas semi estruturadase a observação in lócus da vida cotidiana das/dos moradoras/es; levantamento de dados secundários obtidos através das referências da pesquisa bibliográfica caracterizando o trabalho como uma pesquisa qualitativa. Nessa pesquisa foram abordados temas parao entendimento da urbanização no Brasil, entre eles: problema habitacional, autoconstrução, família e a relação da divisão sexual do trabalho. A moradia é um dos direitos Humanos universais, no entanto seu acesso não se dá de maneira uniforme,sobretudo, na questão social e de classe. No caso brasileiro, há predominância da autoconstruçãodas moradias, ou seja, seus/suas habitantes assumem o planejamento, a compra de materiais e trabalham na construção ou reforma da residência, muitas vezes localizadas nos assentamentos urbanos irregulares. O grupo familiar tem um papel de destaque na produção da moradia, ao mesmo tempo em que é na família onde incide com maior evidência a divisão sexual do trabalho, determinando o grau de autonomia ou subordinação da mulher. O bairro estudado esta situado na zona norte da cidade do Recife. O perfil dos/das moradores/as é da classe trabalhadora e precarizada,sendo asua maioria mulheres. As moradias do bairro são frutos da autoconstrução dos trabalhadores e trabalhadoras que dedicam seus finais de semana para construir seu abrigo.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/2280
Aparece nas coleções:(CDIED) Trabalho de conclusão de curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tcc_andriellebarbosadasilva.pdf954,6 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.