Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/123456789/2214
Título: Produtividade de um clone de Eucalyptus urophylla em função do espaçamento na região do Polo Gesseiro do Araripe
Autor: Porfírio, Sandra Teresa Borba
Endereco Lattes do autor: http://lattes.cnpq.br/5862852688551995
Orientador: Silva, José Antônio Aleixo da
Endereco Lattes do orientador : http://lattes.cnpq.br/5674098794412714
Co-orientador : Hakamada, Rodrigo Eiji
Endereço Lattes do Co-orientador : http://lattes.cnpq.br/4186459700983170
Palavras-chave: Florestas;Madeira como combustível;Eucalipto
Data do documento: 2018
Citação: PORFÍRIO, Sandra Teresa Borba. Produtividade de um clone de Eucalyptus urophylla em função do espaçamento na região do Polo Gesseiro do Araripe. 2018. 32 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Engenharia Florestal) - Departamento de Engenharia Florestal, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, 2018.
Abstract: Studies which the objective is to improve database about productivity behavior of Eucalyptus species in Araripe are very important to guarantee sustainable supply of forest resources for industries in this region. In this context, the objective of this study was to evaluate influence of different planting spacings in survival rate, volume per area, per tree and mean annual increment of Eucalyptus urophylla in the Araripe Region. The experiment was conducted in Pernambuco Agrarian Institute (IPA) in Araripina - PE. It was composed of 5 treatments (spacings 2mx1m, 2mx2m, 3mx2m, 4mx2m and 3mx3m), with 4 replications distributed in a completely randomized desing. To evaluate the productivity behavior, analysis of variance and Tukey test were applied to variables related to different planting spacings. The survival rate was not influenced by spacing, while the individual volume, volume per area and mean annual increment were influenced. The spacings 3mx3m and 3mx2m contributed to better values of individual volume and the averages of this variable has similar behavior to all studies seen in literature, except for 4x2m spacing. The variables volume per area and mean annual increment were influenced by spacing only when comparing treatments 2x1m and 4x2m. So, al treatment are statistic similar, except 4mx2m. The low productivity of this hybrid (IMA average 12 m³ ha-1 year-1) could be explained by the water deficit in last years. Finally, forest still productive in relation to natural semi-arid species, which indicates the importance of investment in clonal stands in this area and in others studies about its behavior.
Resumo: Estudos que se proponham a aumentar o banco de informações sobre comportamento da produtividade de clones do gênero Eucalyptus no Polo Gesseiro do Araripe são de grande importância para garantia do suprimento de recursos florestais de origem sustentável para as indústrias da região. Neste contexto, este estudo teve como objetivo avaliar a influência de diferentes espaçamentos de plantio sobre as variáveis sobrevivência, volume individual, volume por área e incremento médio anual de um clone de Eucalyptus urophylla na região do Polo Gesseiro do Araripe, Araripina – PE. O experimento foi implantado em 2010 e está localizado no Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA) da Chapada do Araripe em Araripina – PE, é composto por 5 tratamentos (espaçamentos 2mx1m, 2mx2m, 3mx2m, 4mx2m e 3mx3m), com 4 repetições (parcelas) distribuídas em um delineamento inteiramente casualizado. Para avaliar o comportamento da produtividade, análise de variância e teste de Tukey foram aplicado às seguintes variáveis: taxa de sobrevivência, volume individual, volume por área e incremento médio anual (IMA) em função dos diferentes espaçamentos. A taxa de sobrevivência não foi influenciada pelo espaçamento, enquanto o volume individual, o volume por área e o incremento médio anual de povoamento florestal do clone estudado sofreram influência. Os espaçamentos 3mx3m e 3mx2m contribuíram para melhor desempenho do volume individual e as médias desta variável se comportaram com tendência similar a toda literatura consultada, com exceção do espaçamento 4mx2m. As variáveis volume por área e incremento médio anual foram influenciadas pelo espaçamento somente ao se comparar os tratamento 2mx1m e 4mx2m. Sendo assim, todos os espaçamentos foram estatisticamente semelhantes, com exceção do espaçamento 4mx2m. A baixa produtividade do híbrido (IMA médio de 12 m³ ha-1 ano-1) pode ser explicada pelo déficit hídrico acentuado dos últimos anos. Ainda assim, o povoamento se mostra produtivo em relação às espécies nativas da Caatinga, o que indica a importância de investimento em plantios de espécies exóticas e em mais estudos sobre seu comportamento em função de outros fatores silviculturais.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/2214
Aparece nas coleções:(CDIEF) Trabalho de conclusão de curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tcc_sandrateresaborbaporfírio.pdf879,86 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.