Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/123456789/2176
Título: Motivação e Teoria da Hierarquia das Necessidades de Maslow: Um estudo no Centro de Referência de Assistência Social em Bom Jardim -PE
Autor: Moreira, Diego de Andrade
Endereco Lattes do autor: Não localizado
Orientador: Santos, Liliane Aparecida da Silva
Endereco Lattes do orientador : http://lattes.cnpq.br/5033234063718432
Palavras-chave: Motivação no trabalho;Assistência social;Maslow, Abraham H. (Abraham Harold), 1908-1970
Data do documento: 2019
Citação: MOREIRA, Diego de Andrade. Motivação e Teoria da Hierarquia das Necessidades de Maslow: Um estudo no Centro de Referência de Assistência Social em Bom Jardim -PE. 2019. 19 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Administração Pública)- Unidade Acadêmica de Educação a Distância e Tecnologia, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, 2019.
Resumo: Esse artigo analisa os fatores que influenciam a motivaçãodos servidores no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) na cidade de Bom Jardim -PE, compreendendo como necessária uma análise sobre como a motivação interfere na atuação dos servidores em vista do público alvo atendido. Os objetivos específicos são: analisar o perfil dos servidores que atuam no órgão e verificar os aspectos motivacionais, do ambiente de trabalho, que os influenciam conforme a teoria da hierarquia das necessidades de Maslow.Noreferencial teórico foram abordadas as teorias administrativas sobre motivação humana e a pirâmide de Maslow, o conceito de CRAS, entre outros aspectos. Na metodologia explanou-se a coleta de dados através de aplicação de questionário. Os resultados demonstram que 90% dos servidores possuem nível superior ou pós-graduação e 60% estão no CRAS há no máximo 3 anos. Quanto às necessidades,conforme Maslow,os resultados foram: fisiológicas, 30% dos servidores não estão satisfeitos com sua remuneração; segurança: 30% aparentam indiferença a estabilidade; sociais: 50% consideram que a integração da equipe é fator determinante para desempenhar suas funções; estima: 20% não se sentem reconhecidos pelo trabalho desempenhado e autorrealização: 20% sentem que as atividades desenvolvidas não colaboram para seu crescimento profissional
URI: http://hdl.handle.net/123456789/2176
Aparece nas coleções:(EADTECADM) Trabalho de conclusão de curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tcc_art_diegodeandrademoreira.pdf347,75 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.