Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/123456789/1807
Title: Aspectos biológicos de larvas e adultos da joaninha Eriopis connexa em dieta mista
Authors: Nascimento, Deividy Vicente do
metadata.dc.contributor.authorLattes: http://lattes.cnpq.br/7281985462807782
metadata.dc.contributor.advisor: Torres, Jorge Braz
metadata.dc.contributor.advisorLattes: http://lattes.cnpq.br/5131993649526120
Keywords: Insetos;Insetos - Anatomia;Insetos - Comportamento
Issue Date: 2019
Citation: NASCIMENTO, Deividy Vicente do. Aspectos biológicos de larvas e adultos da joaninha Eriopis connexa em dieta mista. 2019. 17 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Agronomia) - Departamento de Agronomia, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, 2019.
Description: O manejo de uma determinada praga pode ser influenciado pela diversidade de espécies existentes no agroecossistema, devido às interações diretas ou indiretas do predador e a praga. Na cultura das Brássicas, a traça-das-crucíferas e pulgões são considerados pragas chaves ocasionando perdas significativas se não manejadas corretamente. Neste trabalho avaliamos o desempenho da joaninha Eriopis connexa (Germar) (Coleoptera: Coccinellidae) baseada na dieta mista de duas presas simultaneamente. As presas Anagasta kuehniella (Zeller) (Lepidoptera: Pyralidae) e Plutella xylostella (L.) (Lepidoptera: Plutellidae) foram testadas isoladas e em conjunto (dieta mista) com larvas e adultos da joaninha ficando pendente o estudo da dieta mista P. xylostella e pulgão. Foi avaliado o desenvolvimento e a sobrevivência de larvas da joaninha e o desempenho reprodutivo das fêmeas com essas dietas. O desenvolvimento e a sobrevivência das larvas de E. connexa foram similares na dieta padrão (ovos de A. kuiehniella) e com a dieta mista (ovos de A. kuiehniella e larvas de P. xylostella), sendo superior a disponibilidade de, apenas, P. xylostella. Na dieta composta com, apenas, P. xylostella, a sobrevivência das larvas foi de 52,94%, além de maior tempo de desenvolvimento, enquanto a sobrevivência dos tratamentos dieta padrão e mista foram 97,5 e 100%, respectivamente. O consumo diário de P. xylostella ofertada isoladamente ou na dieta mista foi, em média, 9,1 e 3,1 larvas durante o desenvolvimento larval, respectivamente. Apesar de E. connexa completar a fase larval consumindo, apenas, P. xyllostella, as fêmeas não ovipositaram durante 15 dias de avaliação na fase adulta. Por outro lado, aquelas alimentadas com a dieta padrão e mista produziram neste mesmo período, em média, 136,6 e 155,5 ovos com viabilidade de 51 e 56%, respectivamente. Assim, os resultados indicam que embora o consumo de P. xylostella por larvas de E. connexa permita o seu desenvolvimento, porém não pode ser considerada uma presa essencial pela ausência da reprodução no período avaliado em comparação as demais presas. Além disso, a dieta mista considerada neste estudo não apresentou um ganho para as características do predador, apesar de consumir ambas as presas quando ofertadas simultaneamente.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/1807
Appears in Collections:TCC - Agronomia (Sede)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tcc_eso_deividyvicentedonascimento.pdf1,13 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.