Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/123456789/1695
Título: Caracterização da composição química e da digestibilidade in vitro de silagens de mucilagem do desfibramento do sisal, aditivadas ou não, em diferentes tempos de armazenamento
Autor: Galvão, Rennan Tavares Cordeiro
Endereco Lattes do autor: http://lattes.cnpq.br/0739887381555573
Orientador: Guim, Adriana
Endereco Lattes do orientador : http://lattes.cnpq.br/5179137865818915
Palavras-chave: Nutrição animal;Sisal (Fibra) - Silagem;Ruminantes - Alimentação e rações
Data do documento: 28-Jun-2019
Citação: GALVÃO, Rennan Tavares Cordeiro. Caracterização da composição química e da digestibilidade in vitro de silagens de mucilagem do desfibramento do sisal, aditivadas ou não, em diferentes tempos de armazenamento. 2019. 22 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Zootecnia) - Departamento de Zootecnia, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, 2019.
Abstract: Cattle raising is one of the main activities in the Brazilian semi-arid region, but due to the climate marked by the great water restriction during most of the year this activity is a great challenge for the producers. The sisal (Agave sisalana Perrine) is a plant native to Mexico, which has adapted and is in good extension of the Brazilian northeast. It is mainly used for the extraction of the fiber in its leaves, but only 3% to 5% of the material is used for this purpose, so the use of the sisal defibration co-products, especially the mucilage, is an alternative feedingstuffs, including in the form of silage. Because it is a material with high humidity, the use of moisture-sequestering additives in silage promotes higher quality of the product. In this context, the objective was to characterize the chemical composition and in vitro digestibility (DIV) of dry matter (DM), organic matter (OM) and neutral detergent fiber (NDF) of pure sisal defibration mucilage silages (SIL- MUDS) and corn bran (SIL-MUDS MI) and wheat bran (SIL-MUDS TRI) in different opening times. The experiment was carried out at the Animal Science Department of the Federal Rural University of Pernambuco. For the preparation of the silages the material was acquired in a sisaleira property located in the state of Paraíba, in the municipality of Barra de Santa Rosa. Wheat and Wheat Bran were obtained from agricultural products stores in the regional trade. The mixture was made in the proportion of 75 MUDS: 25 additive and silage was done manually in 12 polyethylene bottles with volume of 200 liters and 4 storage times (30, 60, 90 and 120 days). Analyzes for determination of the chemical composition were made according to Detmann et al. (2012) and the IVD following the principles proposed by Tilley and Terri (1963). For the chemical composition of the silages it was observed that the inclusion of the additives promoted a 93% increase in the DM content and 6% to 9% in the OM content in relation to SIL-MUDS. The NDF content of SIL-MUDS MI was 53% lower than SIL-MUDS and SIL-MUDS TRI was 16.9% higher than SIL-MUDS. For the storage times, there was a small percentage variation, except for the crude protein content (PB), where SIL-MUD MI and SIL-MUDS TRI presented increases of 41.78% and 18.30%, respectively, of the 30 at 120 days of storage. With regard to MS DIV, SIL-MUDS MI presented a 15% higher value than SIL-MUDS. While the DIV of MO was 12.8% higher in SIL-MUDS MI than in SIL-MUDS, and 22.1% lower in MUDS + TRI silage compared to MUDS silage. Thus, the inclusion of ground corn and wheat bran as additives for mucilage silage of the Sisal defibration promotes the maintenance of DM content and chemical composition of silage, as well as DIV of MS, OM and NDF.
Resumo: A pecuária é uma das principais atividades no semiárido brasileiro, porém devido ao clima marcado pela grande restrição hídrica durante a maior parte do ano essa atividade é um grande desafio para os produtores. O sisal (Agave sisalana Perrine) é uma planta oriunda do México, que se adaptou e está em boa extensão do nordeste brasileiro. Ela é utilizada, principalmente, para a extração da fibra em suas folhas, mas apenas 3% a 5% do material é aproveitado para este fim, então a utilização dos co-produtos do desfibramento do sisal, em especial a mucilagem, é uma alternativa para a alimentação animal, inclusive na forma de silagem. Por ser um material com elevada umidade, a utilização de aditivos sequestrantes de umidade na ensilagem promove maior qualidade do produto. Nesse contexto, objetivou-se caracterizar a composição química e a digestibilidade in vitro (DIV) da matéria seca (MS), matéria orgânica (MO) e fibra em detergente neutro (FDN) de silagens de mucilagem do desfibramento do Sisal pura (SIL-MUDS) e aditivadas com milho moído (SIL-MUDS MI) e farelo de trigo (SIL-MUDS TRI) em diferentes tempos de abertura. O experimento foi realizado no departamento de Zootecnia da Universidade Federal Rural de Pernambuco. Para a confecção das silagens o material foi adquirido em uma propriedade sisaleira localizada no estado da Paraíba, no município de Barra de Santa Rosa. O Milho Moído e o Farelo de Trigo foram obtidos em lojas de produtos agropecuários no comércio regional. A mistura foi realizada na proporção de 75 MUDS:25 aditivo e ensilagem foi feita de forma manual, em 12 bombonas de polietileno com volume de 200 litros e 4 tempos de armazenamentos (30, 60, 90 e 120 dias). As análises para determinação da composição química foram feitas segundo Detmann et al. (2012) e a DIV seguindo os princípios propostos por Tilley e Terri (1963). Para a composição química das silagens foi observado que a inclusão dos aditivos promoveu um aumento de 93% no teor de MS e de 6% a 9% no teor de MO em relação a SIL-MUDS. O teor de FDN da SIL-MUDS MI foi 53% menor que a SIL-MUDS e a SIL-MUDS TRI foi 16,9% maior que a SIL-MUDS. Para os tempos de armazenamento houve pequena variação percentual, com exceção do teor de proteína bruta (PB), onde a SIL-MUD MI e a SIL-MUDS TRI apresentaram aumentos de 41,78% e 18,30%, respectivamente, dos 30 aos 120 dias de armazenamento. No que diz respeito à DIV da MS, a SIL-MUDS MI apresentou valor 15% mais elevado que a SIL-MUDS. Enquanto a DIV da MO foi 12,8% maior na SIL-MUDS MI em relação à SIL-MUDS, e 22,1% menor na silagem de MUDS+TRI em relação à silagem de MUDS. Dessa forma, a inclusão do milho moído e do farelo de trigo como aditivos para silagem de mucilagem do desfibramento do Sisal promove a manutenção do teor de MS e da composição química da silagem, assim como a DIV da MS, MO e FDN.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/1695
Aparece nas coleções:(CDIZOO) Trabalho de conclusão de curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tcc_rennantavarescordeirogalvão.pdf457,62 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.