Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/123456789/1242
Title: Fungos potencialmente micotoxigênicos em rações para animais domésticos comercializadas em Serra Talhada - PE
Authors: Silva, Ana Gabrielle da Rocha e
metadata.dc.contributor.authorLattes: http://lattes.cnpq.br/4575949447833727
metadata.dc.contributor.advisor: Siqueira, Virgínia Medeiros de
metadata.dc.contributor.advisorLattes: http://lattes.cnpq.br/5524459744893735
Keywords: Alimentação dos animais;Animais domésticos;Fungos
Issue Date: 2019
Citation: SILVA, Ana Gabrielle da Rocha e. Fungos potencialmente micotoxigênicos em rações para animais domésticos comercializadas em Serra Talhada - PE. 2019. 45 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Ciências Biológicas) – Unidade Acadêmica de Serra Talhada, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Serra Talhada, 2019.
Abstract: Due to the great domestic animal breeding in the world, the market of products directed to these animals, such asrations, has also increased. These feeds, in turn, may be subject to microbial contamination, mainly by fungi, which are microorganisms that can cause food deterioration or contamination by toxic substances such as mycotoxins, leading to financial losses and, when ingested, causing health risks to the animal. Thus, the objective of this work was to isolate, quantify and identify the filamentous fungi present in feed for dogs and cats commercializedin their original packageand bulk containers in the municipality of Serra Talhada / PE. Four samples sold in their originalpackage (two for dogs and two for cats) and four samples sold in bulk (twofor dogs and twofor cats) were analyzed using two different methods: serial dilution and direct plating for determination of quantity of Colony Forming Units (CFU) per gram of feed and the contamination index, respectively. All samples showed fungi of the generaAspergillusand Penicillium, witha maximum quantification of 36,7 x 104CFU / g of fungi for feed marketed in their original packaging, as well as for one sample of cat food thecontaminationindex was 100%. In general, rations sold in sealed packages had a higher amount of fungal counts than those sold in bulk, but there was no significant difference between the samples, according to other studies. In Brazil,there is no legislation that determines the maximum limit of fungal colonies per gram of feed, whatmakes it difficult to classify the sample as safe or not. However, the presence of Aspergillus and Penicillium under conditions of low water activity may indicate a possible production of mycotoxins in feed. Thus, it is determined that the form of commercialization is not the only factor that influences the fungal contamination of foods, although it is emphasized that the packaging protects the foods conserving their original characteristics and making them less prone to microbial contaminations.
Description: Devido à grande criação de animais domésticos no mundo, aumentou-se também o mercado de produtos direcionados a esses animais, como as rações. Essas rações, por sua vez, podem estar sujeitas a contaminações microbianas, principalmente por fungos, que são microrganismos que podem causar deterioração no alimento ou produzir substâncias tóxicas como as micotoxinas, levando a prejuízos financeiros e, quando ingeridos, causando riscos à saúde do animal. Dessa forma, o objetivo deste trabalho foi isolar, quantificar e identificar os fungos filamentosos presentes em ração para cães e gatos, comercializadas em suas embalagens originais fechadas e a granel, no município de Serra Talhada/PE. Foram analisadas quatro amostras vendidas em embalagem fechada (duas para cães e duas para gatos) e quatro amostras comercializadas a granel (duas para cães e duas para gatos), utilizando dois diferentes métodos, ode diluição seriada e o de plaqueamento direto para determinação da quantidade de Unidades Formadoras de Colônias (UFC) por grama de ração e o índice de contaminação, respectivamente. Todas as amostras apresentaram fungos dos gêneros Aspergillus e Penicillium, comuma quantificação máxima de 36,7 x 104UFC/g de fungos para ração comercializada em sua embalagem original, bem como para uma amostra de ração para gatos foi encontrado um índice de contaminação de 100 %. No geral, as rações vendidas em embalagens fechadas apresentaram maior quantidade de contagem de fungos do que as que eram comercializadas a granel, porém não houve diferença significativa entre as amostras, em conformidade com outros trabalhos. Não existe legislação brasileira que determine o limite máximo de colônias fúngicas por grama de ração, o que torna difícil classificar a amostra como segura ou não. Porém, a presença de Aspergillus e Penicilliumem condições de baixa atividade de água pode indicar uma possível produção de micotoxinas nas rações. Assim, determina-se que a forma de comercialização não é o único fator que influencia na contaminação fúngica dos alimentos, embora ressalta-se, que as embalagens protegem os alimentos conservando suas características originais e tornando-os menos propensos a contaminações microbianas.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/1242
Appears in Collections:TCC - Bacharelado em Ciências Biológicas (UAST)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tcc_anagabrielledarochaesilva.pdf1,47 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.