Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/123456789/108
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.authorKrutman, Adolpho-
dc.contributor.authorCosta, Clarivaldo G. da-
dc.contributor.authorGodoy, Osani-
dc.contributor.authorRibeiro, Walderi-
dc.contributor.authorS. Filho, Paulo Roldão-
dc.date.accessioned2017-11-21T12:03:34Z-
dc.date.available2017-11-21T12:03:34Z-
dc.date.issued1978-
dc.identifier.citationKRUTMAN, A. et al. Observações preliminares sobre a conservação da água de coco da variedade anão. Cadernos Ômega, Recife, v.2, n.1, p. 7-10, jul. 1978.pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/123456789/108-
dc.description.abstractA cultura do coqueiro no Nordeste, constitui uma atividade agrícola com possibilidades de crescimento, pois existem várias alternativas oferecidas várias alternativas oferecidas ao produtor. O furto ainda verde com aproximadamente 150 dias, é consumido sob a forma de água de coco, bebida de paladar agradável, além de seu valor medicinal. Ao amadurecer o fruto tem removido o seu mesocarpo e é vendido sob a forma de coco seco. No processo de esterilização, os exames organolépticos efetuados nas amostras estéreis recomendam a temperatura de 105ºc em um período de retenção de 10 minutos. Este processo pode ser desenvolvido a nível caseiro usando-se panela de pressão e uma máquina manual de recravação.pt_BR
dc.subjectFrutas tropicaispt_BR
dc.subjectComposições químicaspt_BR
dc.subjectCultivos agrícolas tropicaispt_BR
dc.titleObservações preliminares sobre a conservação da água de coco da variedade anãopt_BR
Aparece nas coleções:v. 2, n. 1, jul. 1978

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
OME_v2_n1_1978_01.pdf805,22 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.