Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/123456789/1183
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorAndrade, Humber Agrelli-
dc.contributor.authorDias, Victor Sacramento-
dc.date.accessioned2019-06-07T23:15:03Z-
dc.date.available2019-06-07T23:15:03Z-
dc.date.issued2019-01-23-
dc.identifier.citationDIAS, Victor Sacramento. Composição e variação temporal da assembleia de peixes capturados em currais no litoral norte do estado de Pernambuco. 2019. 29 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Engenharia de Pesca) - Departamento de Pesca e Aquicultura, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, 2019.pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/123456789/1183-
dc.descriptionNeste trabalho o objetivo foi gerar informações a respeito da composição e diversidade da assembleia de peixes capturada na pesca de curral realizada no litoral norte de Pernambuco, bem como sobre a sua variação ao longo do tempo e as associações com temperatura e pluviosidade. Foram realizadas coletas mensais em currais localizados no litoral norte de Pernambuco em Ponta de Pedras. As amostras foram obtidas uma vez por mês, a partir de capturas comerciais realizadas em quatro currais da região. Foram obtidas informações sobre a temperatura e os horários da despesca além da captura em número. Dados a respeito da precipitação média da região forão obtidos junto à Agência Pernambucana de Águas e Clima (APAC). Os exemplares amostrados foram identificados, pesados (g) e medidos (mm). Quando a identificação in situ não foi possível, os exemplares foram levados para o Laboratório de Modelagem Estatística Aplicada (MOE), para posterior identificação e biometria. Foi calculado o índice de diversidade de Shannon e a riqueza de Margalef. Entre as famílias mais frequentes destacam-se Haemulidae e Carangidae. Há uma tendência as associações positivas entre pluviosidade e os índices de riqueza e diversidade. O índice de Margalef calculado apresenta um padrão de decaimento da riqueza durante o período chuvoso dos anos 2014, 2015 e 2016. A diversidade média para os períodos foram H’ = 2,24, para o período pretérito, e H’ = 2,48 para o período vigente. Das espécies que compõem a assembleia capturada nos currais foi possível observar 105 táxons durante o período amostral. A assembleia é composta em sua maioria por indivíduos de baixa importância comercial. Tanto a riqueza, quanto a diversidade possuem uma relação indireta com a pluviosidade local. A pesca de curral no litoral norte de Pernambuco é considerada uma atividade de baixa diversidade. A biomassa de maior valor provém de espécies das famílias Carangidae, Lutijanidae e Mugilidae, com destaque para os gêneros Caranx, Mugil e Lutjanus.pt_BR
dc.format.extent29 f.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsopenAccesspt_BR
dc.rightsAtribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional (CC BY-NC-AS 4.0)pt_BR
dc.rightshttps://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0/deed.pt_BRpt_BR
dc.rightsopenAccesspt_BR
dc.rightsopenAccesspt_BR
dc.subjectPeixe - Populações - Goiana (PE)pt_BR
dc.subjectPesca artesanalpt_BR
dc.subjectPrecipitação (Meteorologia) - Variabilidadept_BR
dc.subjectTemperatura atmosférica - Variabilidadept_BR
dc.titleComposição e variação temporal da assembleia de peixes capturados em currais no litoral norte do estado de Pernambucopt_BR
dc.typebachelorThesispt_BR
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/9813030378070984pt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/5938373350418153pt_BR
dc.degree.levelGraduacaopt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.degree.localRecifept_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal Rural de Pernambucopt_BR
dc.degree.graduationBacharelado em Engenharia de Pescapt_BR
dc.degree.departamentDepartamento de Pesca e Aquiculturapt_BR
Appears in Collections:TCC - Engenharia de Pesca (Sede)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tcc_victorsacramentodias .pdf1,02 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.